CONTRAPONTO é um espaço na Vila Madalena (R. Medeiros de Albuquerque, 55) criado em 2005, que abriga várias manifestações artísticas: teatro, artes plásticas, palestras. As múltiplas atividades que ali acontecem têm em comum  a  exploração das experiências artísticas, estabelecendo  com elas (e entre elas), interlocuções  que devem ampliar as fronteiras das diversas manifestações.

São experiências de interlocução, exploração, ainda sempre, de arte às vezes: experiências de uma cultura em construção. Por isso experiência, workshop, work in progress, chantier, atelier, oficina, ensaio etc., são as palavras chaves de nossa proposta. Essas experiências são múltiplas e sustentam a ideia de polifonia, de “superposição de diversas linhas melódicas.

Elas focalizam mais precisamente três potencialidades poéticas do humano: imagem, palavra e corpo. Numa tentativa de intersecção e exploração das fronteiras, cada uma dessas dimensões será eventualmente articulada com as outras, embora mantendo a especificidade e o rigor de seu próprio domínio.

Contraponto não é uma instituição, é uma oportunidade e um movimento que almeja que as experiências produzam de tempos em tempos o passageiro, o efêmero, travessias.
Contraponto é um palco, um espaço vazio, não é lugar de agito nem de multidão; não temos pressa.

Preocupado com uma intersecção diferente entre o público e o privado, Contraponto se esforçará para inserir suas propostas de experiências na pólis e colocá-las ao alcance de quem se dispõe a se comprometer com elas.